História da Palmeira Imperial no Brasil | Meu Jardim em Mim História da Palmeira Imperial no Brasil

História da Palmeira Imperial no Brasil

Publicado: 24/04/2018

Saiba mais sobre a planta mais famosa do Brasil que virou um símbolo monárquico nacional: a Palmeira Imperial. 

Para a galera apaixonada por plantas e pelo Brasil, a gente tem uma história fantástica para contar e encantar vocês! 

A ideia é que possamos ter um olhar mais atento o ambiente que nos cerca, para nossa vegetação que faz todos os lugares ficarem mais admiráveis. Como dizem, o Brasil é bonito por natureza e ela tem muito para nos contar.

Estamos aqui para falar apenas da planta mais famosa do Brasil que virou um símbolo monárquico nacional: a Palmeira Imperial. A partir de nossa vegetação, podemos aprender muito sobre a história do Brasil. 🌴🌴🌴




Em 1809, o príncipe regente D. João VI plantou a Palmeira Imperial (Roystonea Oleracea) pessoalmente no Real Horto, hoje chamado de Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Por isso, o nome da árvore ficou conhecido como Palmeira Imperial no Brasil. Em 1829, a palmeira despertava atenção por sua exuberância, ainda mais quando floresceu e frutificou pela primeira vez. 




O então diretor do jardim, buscando ter o monopólio da espécie, ordenou que todas as sementes fossem queimadas. No entanto, os escravos levantavam-se à noite, escalavam o enorme tronco da árvore e colhiam as sementes. Eles as vendiam por bom preço para aristocratas na intenção de juntarem dinheiro suficiente para a compra de suas respectivas cartas de alforria. Sendo assim, seu plantio era muito comum em plantações de café, já que a planta atuava como um símbolo de status.




Deste modo, o exemplar plantado por D. João VI foi responsável pela disseminação da Palmeira Imperial por todo o país, e ficou conhecida como “Palma Mater”. O termo "Mater" significa mãe, no latim. A árvore resistiu até 1972, quando foi fulminada por um raio, aos 163 anos de idade. Seu tronco, que já alcançava 38,70 metros, foi preservado e encontra-se em exposição no Museu Botânico, no Rio de Janeiro. Das sementes da Palma Mater foi produzido um novo exemplar, a Palma Filia, hoje plantada no mesmo lugar. 




Características: A planta precisa de bastante espaço e sol. Tem resistência ao frio em regiões subtropicais e temperadas. As folhas atingem entre 2 e 4 metros de comprimento. A palmeira imperial cresce cerca de 80 centímetros a 1 metro por ano.

Origem: Antilhas, em áreas litorâneas baixas e úmidas, norte da Venezuela e nordeste da Colômbia.

Para curtir de perto as Palmeiras Imperais e presenciar toda sua grandeza, visite o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Confira os ingressos e os horários de funcionamento no link: www.jbrj.gov.br/visitacao/horarioeingresso 

Aproveite e dê uma passadinha na loja oficial do Jardim Botânico, Amigos do Jardim, e garanta já o seu brinco da Palmeira Imperial do Meu Jardim em Mim (meujardimemmim.com.br/brincos/Brinco-Palmeira-Imperial). Comprando na loja você estará cooperando com o Jardim Botânico e o meio ambiente, pois grande parte dos recursos arrecadados são utilizados nos diversos projetos do arboreto do JB.



meujardimemmim.com.br/brincos/Brinco-Palmeira-Imperial

Curtiu? Então, é só ficar pertinho da gente.
Estão brotando muitos conteúdos legais para vocês. Se você tiver alguma sugestão, fala com a gente pelo nosso instagram @meujardimemmim ou nos mande um email. Vamos adorar saber o que você achou. 🌻

Voltar